Bielorrússia

Regime de Minsk tem os bolsos vazios

Publicado em 19 Abril 2011 às 09:28

Cover

“O fim da Bielorrússia”, é o título do Gazeta Wyborcza. Sem financiamento estrangeiro, depois do duro golpe desferido pelo presidente Alexander Lukachenko na oposição - nas eleições de 2010 - que se intensificou desde a explosão de 11 de abril no metro em Minsk, este país da Europa ocidental está à beira do colapso económico, revela o diário de Varsóvia. “Os bielorrussos andam a comprar moeda estrangeira, açúcar, farinha e trigo”, com o “pânico no mercado” alimentado por rumores de iminente desvalorização da moeda nacional. E o espaço de manobra de Lukachenko é limitado, nota o Gazeta, porque o ocidente e a Rússia “encurralaram-no e estabeleceram duras condições”. Em troca de ajuda financeira, diz-se que Moscovo quer ações nas “empresas bielorrussas mais atrativas”, incluindo fábricas de automóveis, adubos e gasodutos. Apesar de tudo, a Rússia é a última esperança do regime de Minsk. Contudo, de acordo com o antigo ministro russo da Economia, Yevgeny Yasin, “Moscovo só ajudará Lukachenko até encontrar alguém que o substitua”.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!