Vem aí a re-estruturação da dívida?

Publicado em 6 Abril 2011 às 10:39

Cover

Aquilo que o [Süddeutsche Zeitung](http://www.sueddeutsche.de/wirtschaft/europa-in-der-krise-griechenland-das-fluester-thema-der-eu-1.1081673) ainda refere como "o assunto de que se fala em voz baixa na UE" – a provável re-estruturação da dívida pública grega – domina a primeira página do [Financial Times Deutschland](http://www.ftd.de/politik/europa/:kehrtwende-in-euro-krise-eu-verliert-glauben-an-griechenland/60035409.html ). Segundo este diário económico alemão, "a UE está a perder a fé na Grécia": a desconfiança dos mercados internacionais é tal que, ao contrário do que estava previsto, Atenas não deverá poder recorrer a eles em 2012, para financiar a dívida pelos seus próprios meios. Em 5 de abril, os títulos da dívida grega a dez anos atingiram os 12,7%, uma taxa que corresponde ao dobro daquilo que a Grécia paga pelos créditos que lhe foram concedidos pela UE e pelo FMI. Entretanto, subsistem dois obstáculos. Em primeiro lugar, a especulação que se seguiria a uma re-estruturação da dívida da Grécia poderia destabilizar outros países em dificuldades: a Irlanda e Portugal. Em segundo lugar, a UE ainda não dispõe de procedimentos de re-estruturação. "Teria de ser a própria Grécia a negociar, ficando portanto dependente da boa vontade dos credores", bancos e seguradoras, observa o FTD.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico