“A direção das universidades não pode parar a ocupação”

Publicado em 29 Outubro 2013 às 11:58

Cover

Numa altura em que a universidade de Sófia está ocupada desde 25 de outubro, outros estabelecimentos de ensino superior, em todo o país, juntaram-se ao movimento contestatário, noticia o Sega. Trata-se dos estudantes universitários de Véliko Tarnovo e de Plovdiv, tal como os da academia de arte teatral e cinematográfica da Universidade Nova búlgara e da Universidade Técnica de Sófia.

Este movimento de protesto, lançado por um grupo chamado “Os estudantes que se levantam cedo”, pede a demissão do Governo do primeiro-ministro Plamen Orecharski e veio juntar-se às manifestações que se realizam desde a primavera. Uma vez que a ação dos estudantes é apoiada por várias centenas de professores, o conselho de presidentes das universidades afirma que pode pôr em risco o ano letivo de 2013-2014.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico