A missão muito cara e pouco eficaz da UE

Publicado em 31 Outubro 2012 às 13:21

Cover

“UE severamente criticada relativamente à sua missão no Kosovo”, comenta Le Figaro, após a publicação de um relatório do Tribunal de Contas Europeu sobre a gestão da crise kosovar por parte da UE. O Tribunal aponta nomeadamente a “modesta contribuição da polícia do Kosovo”, a “falta de progresso” na luta contra o crime organizado e a corrupção, e as dificuldades de coordenação entre a Comissão Europeia e a Eulex, a missão civil destinada a promover o Estado de Direito no Kosovo, precisa o diário. Resumindo, este balanço revela “a ineficácia da ajuda europeia, a má gestão financeira e a tremenda falta de meios humanos”.

No entanto, relembra, Le Figaro,

no papel, a UE não se esforçou muito para apoiar o Estado de Direito em Pristina. As despesas per capita indicam que os kosovares são os que mais beneficiam da ajuda europeia. […] Bruxelas está a realizar duas grandes operações no país. A primeira concedida à Comissão, com uma assistência financeira tradicional mas reforçada. A outra dirigida pelo “braço” diplomático da UE: Eulex, responsável entre outras coisas pelos dossiês sensíveis da polícia, da justiça e das alfândegas.

Para o Frankfurter Allgemeine Zeitung, o "severo julgamento" do Tribunal de Contas não é de todo surpreendente:

Todos os esforços internacionais de “reforço do Estado” revelam os mesmos fenómenos. Primeiro, a presença de especialistas estrangeiros modifica totalmente a situação económica no local, seja no Kosovo ou no Afeganistão. Assistimos à criação de uma classe de privilegiados e beneficiários, que vai de motoristas a homens de negócios, passando por intérpretes, que têm um grande interesse em prolongar o máximo de tempo possível a necessidade de ajuda em que o país se encontra. […] Sem mencionar as tensões entre as organizações de ajuda públicas e privadas ou com os contratados locais que levam a uma perda de eficácia e a muitas outras dificuldades. No entanto, seria ótimo se um Tribunal de Contas que denuncia, com razão, estas ineficácias também desse ideias para as resolver. Dizer que tais missões não deveriam ser realizadas não é uma solução.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico