Il Manifesto de 3 de Junho de 2009.

Abstenção e voto... no meio de ruínas

Publicado em 3 Junho 2009 às 14:59
Il Manifesto de 3 de Junho de 2009.

Apesar dos votos solenes de uma rápida reconstrução na sequência da tragédia de Abruzzo, "dois meses, 302 mortos e 65.000 pessoas sem abrigo depois do terramoto, a única coisa visível são os serviços de emergência", queixa-se o Il Manifesto. Entre as vítimas desta situação, diz o jornal comunista, está a participação nas eleições europeias. Os 35.000 desalojados do terramoto, que já são obrigados a andar para trás e para a frente, entre abrigos na costa adriática e os seus locais de trabalho e de residência, vão votar em secções de voto envoltas em ruínas. Para além das dificuldades da situação, soma-se-lhes a desilusão com a indiferença institucional. É, pois, previsível um agravamento da abstenção.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico