“Líderes dos Länder ameaçam: uma coligação rápida ou os socialistas na oposição”

Publicado em 7 Outubro 2013 às 11:14

Cover

Uma semana depois das eleições legislativas na Áustria, os líderes sociais-democratas de Burgenland e de Styrie e o presidente social-democrata do município de Viena “pressionam o Partido Popular austríaco (ÖVP) a a comprometer-se rapidamente numa coligação e ameaçam passar para a oposição em caso de não haver acordo”, noticia Der Standard.

Este aviso aparece depois de Michael Spindelegger, o líder do ÖVP ter anunciado que está pronto para negociar com o FPÖ com vista à formação de uma coligação “negra-azul”. O partido populista de direita, que se tornou a terceira força política do país, já governou com o ÖVP em 1999, no tempo de Jörg Haider. Nessa altura, a UE impôs sanções à Áustria.

A iniciativa dos três dirigentes sociais-democratas está a ser criticada nas fileiras do seu partido, o SPÖ, acrescenta o diário. O líder do partido na Alta-Áustria pediu aos seus homólogos que “não brinquem com o fogo”.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico