“O Ocidente deixa a Argélia atuar”

Publicado em 21 Janeiro 2013 às 09:34

Cover

Os críticos iniciais contra a intervenção do exército argelino para pôr fim à tomada de reféns em In Amenas “parecem ter ficado calados porque nenhum país está disposto a arriscar a sua relação com a Argélia por um punhado de reféns”, escreve o diário. Só o Japão criticou abertamente a Argélia. Mas, lembra o Trouw, a França utiliza o espaço aéreo argelino para fazer a guerra no Mali, Obama precisa de Argel na luta contra o terrorismo e, de uma maneira geral, a maior parte dos países de que eram originários os reféns têm grandes interesses no petróleo e no gás.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico