Para o Spiegel, Atenas “deve abandonar o euro agora”

Publicado em 14 Maio 2012 às 12:12

Cover

Face à continuidade do impasse político na Grécia e ao risco de a crise da dívida que o país atravessa arrastar consigo a moeda única, o Spiegel assume, na capa, uma posição clara: "Adeus, Atenas.” E explica o motivo por que "a Grécia deve abandonar o euro agora".

Refletindo as preocupações alemãs quanto à capacidade dos partidos políticos gregos para formarem um governo, após as legislativas de 5 de maio, Der Spiegel explica que, "em Berlim, a situação na Grécia faz pensar na República de Weimar" e evoca o fantasma do regime saído da Primeira Guerra Mundial, na Alemanha. Minado pela instabilidade, esse regime abriu caminho ao nazismo:

A chamada ‘vergonha’ dos alemães causada [pelas condições impostas] pelo tratado de paz de Versalhes parece ser representada, para os gregos, pelos objetivos de saneamento financeiro exigidos por Bruxelas. Tal como nos anos 1920, na Alemanha, são os partidos extremistas a beneficiar da situação.

Newsletter em português

Embora seja desejável que a Grécia saia da zona euro, salienta o semanário,

ninguém pode forçar os gregos a abandonar o euro. Mas é óbvio que seria do seu próprio interesse. […] A saída da Grécia da zona euro constitui a única hipótese de o país se reerguer. Os gregos teriam a sua própria moeda, que poderiam desvalorizar. Assim, as importações seriam mais caras e as exportações mais baratas. […] A solidariedade entre os países europeus não está associada à qualidade de membro do euro e é por isso que os outros países deverão, de qualquer modo, ajudar a Grécia com somas enormes.

Outro argumento avançado pela revista é que a saída da Grécia da união monetária "seria um forte sinal para os outros países insolventes: não se faz chantagem com a Europa".

Tags

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico