Jornalistas sequestrados na Síria

“Um SMS é o último rasto”

Publicado em 27 Novembro 2013 às 10:39

Cover

Dois jornalistas suecos – o repórter baseado em Paris Magnus Falkehed e o fotógrafo independente Niclas Hammarström — “foram sequestrados por desconhecidos quando deixavam uma zona de guerra”, a 23 de novembro, na estrada entre a cidade de Yabrud, na Síria, e a fronteira libanesa, noticia o Dagens Nyheter.

“O último rasto deles é um SMS enviado a partir de um local desconhecido mas em que diziam que estava tudo bem”, a 22, escreve o jornal. Falkehed e Hammarström “entraram na Síria, pelo Líbano, no dia 18”, acrescenta o diário.

Iam fazer uma reportagem sobre os médicos que ali trabalham em condições muito difíceis. […] Neste momento, especialistas da polícia nacional de Estocolmo já estão envolvidos nas buscas pelos dois jornalistas.

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico