Cover

No dia 25 de junho, o Presidente Miloš Zeman nomeou o seu conselheiro Jiří Rusnok para o cargo de primeiro-ministro, responsável pela formação de um Governo provisório de “peritos”. O antigo ministro das Finanças socialista vai substituir Petr Nečas, que se demitiu a 17 de junho devido a um escândalo de corrupção.
A decisão de Zeman vai contra a vontade da maioria dos partidos no parlamento. A coligação de direita quer impor o seu próprio candidato, Miroslava Němcová, enquanto a oposição social-democrata pede eleições antecipadas.
“Miloš Zeman começou a transformar uma democracia parlamentar garantida pela Constituição num sistema presidencial”, realça o Lidové Noviny. “Até à data, todos os Presidentes escolheram um primeiro-ministro capaz de obter uma maioria no parlamento. […] O Presidente violou completamente as convenções constitucionais existentes.”

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico