Finalmente revelado o segredo dos 3%

Publicado em 28 Setembro 2012 às 11:51

Cover

No momento em que os países da zona euro apresentam os seus orçamentos de austeridade para que o défice público se encaixe nos 3% do PIB exigidos pela moeda única, o Aujourd’hui en France revela “a incrível história do aparecimento” desta percentagem. O diário descobriu “o homem que, a pedido do ex-Presidente François Mitterrand, inventou à pressa este número emblemático”.

Guy Abeille, de 62 anos, antigo alto funcionário da Direção do Orçamento, “é o inventor de um conceito em que todos os governos, de direita e de esquerda, insistem há três décadas: o défice público não deve ultrapassar os 3% da riqueza nacional”. Segundo nos conta,

chegámos a estes 3% em menos de uma hora, ali ao canto da mesa, sem qualquer fundamento teórico. Mitterrand precisava de uma regra simples que pudesse ser apresentada aos ministros que iam ao seu gabinete pedir dinheiro. [...] Precisávamos de uma coisa simples. E 3% é um bom número e já percorreu décadas, e faz-nos pensar na Santíssima Trindade.

O diário salienta o caráter insólito deste facto: "O que é irónico nesta história é que os tecnocratas de Bruxelas inspiraram-se nestes famosos 3% para construírem uma outra regra [ditada pelo novo Tratado Orçamental Europeu], igualmente e erroneamente cartesiana, que obriga a limitar o défice estrutural dos Estados aos 0,5%. Por que não 1% ou 2%? A verdade é que ninguém sabe."

É uma organização jornalística, uma empresa, uma associação ou uma fundação? Consulte os nossos serviços editoriais e de tradução por medida.

Apoie o jornalismo europeu independente.

A democracia europeia precisa de meios de comunicação social independentes. O Voxeurop precisa de si. Junte-se à nossa comunidade!

Sobre o mesmo tópico